Leitura no Vagão

Projeto deixava livros em trens e metrôs para estimular a leitura.
O projeto Leitura No Vagão começou em São Paulo e já se espalhou para o Rio de Janeiro, Brasília e até Santiago, no Chile.
A ideia do paulistano Fernando Tremonti, era estimular a leitura da sociedade nos trens e metrôs, onde passamos bastante tempo entre uma estação e outra.
O Leitura No Vagão deixava livros nos vagões aleatórios de trens e metrôs para que a população pudesse levá-los para casa e, após o término da leitura, retornar o exemplar ao vagão do trem ou do metrô para que outra pessoa pudesse pegá-lo.
Também era uma forma de estimular autores e autoras a escreverem suas obras e conquistarem novos leitores.
Além do mais, o projeto, sem fins lucrativos vivia de doações, realizava sorteios e entrevistas com autores consagrados que apoiavam a iniciativa, entre outras ações ligadas à leitura.
Mas, infelizmente acabou….